Artigos mais Recentes

terça-feira, 1 de maio de 2012

Da utilização da Imprensa nos interesses da Organização Criminosa

"Publicado em todos os jornais, com comentários facetos, 
não havia quem não fizesse uma pilhéria sobre ele."
Triste Fim de Policarpo, Lima Barreto, Agosto de 1911 

Em Agosto de 2011 o Roteiro de Cinema denunciou publicamente que as imagens de figuras da República andando pelo corredor do Hotel Naoum em Brasília, publicadas na Revista Veja, eram "fruto de atividade ilegal". A denúncia foi feita na época diretamente ao Senador Álvaro Dias, hoje titular da CPMI criada para investigar a Organização Criminosa de Carlinhos Cachoeira, porém o Senador respondeu ao Roteiro de Cinema: "Sinceramente. Não vejo nenhuma ilegalidade". E emendou: "Entre conspirar, traficar influência, e roubar, fico com as fotos nos corredores do Hotel". O Roteiro de Cinema fez questão de registrar a denúncia e a resposta do Senador e publicou: "Álvaro Dias vê só detalhes saborosos em indícios de crime de imprensa."

Oito meses depois, com a leitura do inquérito da Operação Monte Carlo, que corre em Segredo de Justiça mas não é secreto, pode-se concluir que Carlinhos CACHOEIRA, diretamente ou através DADÁ e JAIRO, usava jornais e revistas para promoção de suas atividades econômicas ilegais, e principalmente como instrumento de ajuda a aliados, punição de desafetos, tráfico de influência, chantagem e recrutamento de agentes públicos corruptos. E o que o Roteiro de Cinema já dizia há oito meses para o Senador, agora é comprovado sem sombras de dúvida: "as fotos nos corredores do Hotel" são "fruto de atividade ilegal". E Álvaro Dias foi alertado (e grampeado) outra vez pelo Roteiro de Cinema.

Além de vários outros casos de uso da imprensa e da Veja nos interesses da Organização Criminosa, os documentos da Operação Monte Carlo mostram POLICARPO JÚNIOR, Editor da Veja em Brasília, encomendando ao grupo criminoso uma fita obtida de maneira ilegal dentro do Hotel Naoum por JAIRO (as fotos nos corredores de Hotel que Álvaro Dias antecipava e não via nenhuma ilegalidade) enquanto o contraventor Carlinhos CACHOEIRA e seu sócio Senador DEMÓSTENES conspiram para "por fogo na República" através da imprensa e desestabilizar o governo DILMA ao interesse de seus próprios negócios escusos.

Segue então a narrativa do inquérito da Operação Monte Carlo sobre as relações da Imprensa com o mafioso Carlinhos Cachoeira e sua quadrilha. O Senador Álvaro Dias não pode mais dizer que não vê nenhuma ilegalidade.

Artigo postado em  01/05/2012 às 07:59:40
Atualizado em 03/05/2012 às 00:01:33
Total na última atualização: 91 excertos de documentos


DA UTILIZAÇÃO DA IMPRENSA NOS INTERESSES
DA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA DE CACHOEIRA

                   1. A matéria dos Bingos Online no Correiro Brasiliense
                   2. Os outros veículos e a quadrilha que se encontra no Clube da Imprensa
                   3. As relações da quadrilha de Cachoeira com Policarpo e a Veja

Todos os excertos são de documentos da OPERAÇÃO MONTE CARLO.

========  INTRODUÇÃO  ========

(...)

"Cachoeira possui influência direta ou indireta na imprensa,
não só em seu Estado, mas também em
mídias de âmbito nacional, como a REVISTA VEJA
e o JORNAL CORREIO BRASILIENSE."

========  


1
========  
A MATÉRIA DOS BINGOS ONLINE
NO CORREIO BRASILIENSE

========  









"Ou seja, é muito comum a ORGCRIM 
contatar jornalistas para auxiliá-los 
através de reportagens, em tese, direcionadas." 
========  


2

========  
OS OUTROS VEÍCULOS E A QUADRILHA
QUE SE ENCONTRA NO CLUBE DA IMPRENSA

========  
(...)
(...)

(...)
(...)
(...)
(...)

(...)


"marcam de se encontrar no Restaurante
localizado no CLUBE DA IMPRENSA"

========

3

 ========  
AS RELAÇÕES DA QUADRILHA DE CACHOEIRA 
COM POLICARPO E A REVISTA VEJA  
========  



=======  2009  =======  

C = CACHOEIRA / D = DEMÓSTENES / Chico = DADÁ / Poli = POLICARPO



=======  MARÇO / ABRIL 2011  =======  




=======  MAIO 2011  =======  





=======  JUNHO 2011  =======  


=======  JULHO 2011  =======  









=======  AGOSTO 2011  =======  



















=======   2012  =======  





 
 ========  FIM. OU APENAS O COMEÇO.  ======== 


Documentos encontrados nos arquivos publicados por @aleidoshomens e @brasil247 que o Roteiro de Cinema teve acesso sem exclusividade.




MAIS:

Artigo iniciado em 1o. de Maio, Dia Mundial do Trabalho, e finalizado em 3 de Maio, Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.


Fernando Marés de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails